As etapas do Business Intelligence Por Diego Elias

Entender as etapas de um processo de BI é muito importante para a conquista do sucesso pleno na implementação da solução. Podemos acabar no erro de ignorar algumas etapas, ou inverter a sequência das atividades, prejudicando de maneira crítica todo o projeto. Por isso, este artigo visa esclarecer algumas questões em torno do assunto.

O processo de BI possui atividades (ou etapas) que necessitam ser entendidas para que a implementação da solução tenha efetividade. E para ser efetivo a solução precisa ser eficiente, ou seja, necessita fazer de forma correta o proposto, que nesse caso é fornecer informações "inteligentes" para seus respectivos decisores. Além do mais ela precisa ser eficaz, ou seja, atingir o objetivo, que nesse caso seria tomar a decisão de forma precisa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Precisamos de uma visão macro para entender as engrenagens do desenvolvimento de um sistema de Business Intelligence. Com o intuito de esclarecer as atividades do processo, foi elaborado o diagrama abaixo:

Agora, vamos entender cada etapa:

 

Mobilização dos stakeholders:  Aqui devemos identificar as partes interessadas do processo de BI. Precisamos saber quem são os principais beneficiados da solução além de adquirir o apoio total da alta gestão. Devemos mostrar os benefícios que o projeto trará para a organização, além de promover discussões sobre os diversos assuntos relacionados à gestão através de indicadores.

 

Levantamento dos objetivos: Antes mesmo de mapear os dados, precisamos listar as necessidades informacionais que o gestor/decisor possui. Para isso precisamos fazer rodadas iterativas com os usuários da solução e, se possível, com a participação do patrocinador. Não nos preocuparemos com a viabilidade das informações nessa atividade. Nas entrevistas serão levantados os principais anseios dos gestores, que deverão partir do questionamento: “Quais informações necessito para tomar decisões mais efetivas?”. Ao final das “n“ reuniões necessárias para levantar todas as perspectivas (dimensões e fatos) é gerado uma matriz com a relação completa das necessidades da organização.

 

Mapeamento das fontes dos dados: Só aqui vamos nos preocupar com a existência ou não dos dados necessários para gerar as informações solicitadas na etapa anterior. É analisado todo o tipo de fontes de dados existentes: CDs, planilhas, banco de dados, etc.. Se os dados existirem, é feito o mapeamento estruturado de como o dado entrará na etapa de desenvolvimento da solução BI. No caso de inexistência de dados, os participantes do levantamento serão informados, para que seja provocada na organização o questionamento sobre a necessidade desses dados ou de serem criadas alternativas de fontes para a busca dos dados.

 

Construção da solução BI: Nessa etapa é dado início à construção propriamente dita da solução de Business Intelligence. É feita a modelagem, o processo de ETL (extração, transformação e carga) e alimentada na base consolidada do Data Warehouse. Apesar de ser uma etapa no nosso diagrama, essa é a maior atividade de todo o processo. Diria que pelo menos 50% de todo o trabalho está nesta fase.

 

Disponibilização aos usuários: Enfim, disponibilizamos o uso da solução para os usuários (gestores e/ou analistas). Mas não é somente “disponibilizar” a ferramenta e “fim de papo”. É mais do que isso! Significa fazer um grande trabalho de capacitação e envolvimento dos usuários, conscientização do uso correto da informação e definição dos níveis de permissão de cada participante, pois nem todos poderão ter acesso irrestrito às informações do BI.

 

 

Portanto, é importante se atentar a essas etapas, pois facilitará o entendimento e consequentemente o desenvolvimento do projeto.

 

Inscreva-se AQUI para receber o aviso de novos artigos.

 

 

Até mais!

 

© Copyright 2019 - Todos os direitos reservados.