Os Níveis da Decisão Por Diego Elias

Sabemos que o Business Intelligence (BI) promove a melhoria contínua de atividades e processos com base em decisões assertivas. O que talvez não sabemos é que as decisões possuem níveis, e estes são fundamentais para a efetividade do negócio.

 

A tomada de decisão refere-se a direção mais adequada que uma empresa pode adotar em determinada circunstância. E o processo decisório exige dos envolvidos escolhas e grandes responsabilidades. Do decisor se espera a capacidade de decidir, que engloba o discernimento, conhecimento, senso de justiça e, claro, muita coragem.

Os níveis de decisão são amplamente dependentes, apesar de distintos, trabalhando de forma integrada para alcançar resultados dentro da organização. É possível visualizar 3 níveis: estratégico, tático (ou analítico), e o operacional. Cada um desdobrando em responsabilidades e focos diferentes. É de suma importância o profissional saber o seu posicionamento dentro dessa estrutura de decisão, para que desempenhe suas atividades de acordo com as expectativas lhes atribuídas.

 

Quanto maior o nível da decisão, maior a sua repercussão na estrutura organizacional. Com isso, no nível estratégico (topo da pirâmide) a decisão possui o maior impacto e normalmente alcança toda a empresa.

No nível operacional as decisões buscam direcionamento para ações "imediatas", de curto prazo. Neste nível as decisões são tomadas por profissionais de funções como a de analistas e técnicos, com o alcance essencialmente setorial dentro da empresa.

 

No nível analítico as decisões têm direcionamento para o médio prazo, fazendo o desdobramento das decisões do nível estratégico. Tem a responsabilidade de decidir o "como fazer", e geralmente possui o alcance departamental com os decisores possuindo funções similares a de gerentes e/ou coordenadores.

 

Como dito, no nível estratégico temos as decisões de maior alcance e impacto dentro de uma organização. Sua abrangência atinge toda a organização e decide a direção que a empresa deve seguir, mostrando-a "o que fazer". Normalmente as decisões no nível estratégico são apontadas para o longo prazo e conduzidas por diretores.

A compreensão dos níveis permite, entre outras coisas, a efetiva permeação das decisões em toda organização de forma consolidada e integrada. Além do mais são essas divisas que proporcionam tomadas de decisões eficazes, pois desdobram grandes e complexas expectativas de futuro em atividades exequíveis no ambiente empresarial através das ações. Com certeza, o ciclo de toda essa articulação promove a utilização do BI a um outro patamar, com a maximização de recursos e do retorno à organização.

 

 

Cadastre-se agora mesmo e continue acompanhando os próximos artigos! Inscreva-se AQUIVeja outros artigos na seção ARTIGOS. Se precisar de ajuda, utilize a área de CONTATO.

 

Espero que tenha gostado. Até mais!

© Copyright 2019 - Todos os direitos reservados.